quinta-feira, 23 de abril de 2015

Cissa Guimarães - Resumo e Entrevista!

 Cissa Guimarães


revista de celebridades



‘Quero uma pessoa que admire
 e que beije bem também’

Por Leo Dias

Ela realmente é a garota que quebra o coco, mas não arrebenta a sapucaia. Cissa Guimarães é uma mulher admirável e muito forte.
 Como não amar? Durante a entrevista, ela dá gargalhadas, me chama de amor, briga que nem mãe — ‘ai ai ai’ — e conta que não sente falta de ter um namorado, mas admite que beijar na boca é uma coisa muito boa. 
Sem tristezas, ela só evita falar sobre a maior perda de sua vida, a morte de seu filho Rafael Mascarenhas, atropelado em 2010
. “Esse é um assunto muito delicado, que prefiro não tocar”, diz. Dando a volta por cima, a espontânea Cissa retorna ao ‘Vídeo Show’, programa que alavancou sua carreira, com o quadro ‘Gentem Como a Gente’, e se emociona quando fala do carinho das pessoas. “Não me canso de repetir a palavra gratidão”.
O ‘Vídeo Show’ está voltando à velha e boa forma e obviamente tinha que ter você. Como foi isso? 
Essa volta foi um convite do (diretor) Boninho. 
A gente tem feito alguns trabalhos há muitos anos e ele é uma pessoa com quem eu adoro trabalhar.
 O convite dele é uma coisa inegável, quanto mais quando é um filho meu, o ‘Vídeo Show’. Ele disse: ‘Quero você fazendo o que você quiser’. 
E nós juntos chegamos à conclusão de que ia ser legal montar esse quadro. Gosto muito de desglamourizar nós, artistas. 
A gente já vive em um glamour tão grande, tão distante do humano, e nesse quadro eu tento isso. Já tinha feito o ‘Gentem’ há anos. 
Acabei de contar em primeira mão. O último telefonema aqui no meu celular foi Vera Holtz, dizendo que adorou. 
Gravei com família, amigos, fiquei com lágrimas nos olhos. Muito legal, estou muito feliz, graças a Deus.

revista de celebridades


O público gosta de ver sucessos do passado. ‘Falha Nossa’, seu quadro… Não adianta inovar muita coisa porque a receita é quase sempre a mesma?
Eu acho assim, vou te falar uma frase meio filosófica: ‘A atmosfera da criação é muito rarefeita’, entendeu? São só 12 notas musicais e quantas composições têm no mundo? São 12 planetas, 12 meses, enfim, é criar em cima do que já existe. As grandes obras primas da vida são atemporais. Você pode ler um livro de Machado de Assis ou Nelson Rodrigues que sempre vai ser atual. O que é bom eu acho que é atemporal. Claro que vale a criatividade, a criação está sempre aí. Novas ideias, pelo amor de Deus, o mundo é dinâmico. Mas acho que a qualidade está ali no DNA da coisa. São coisas que não têm tempo. Tem quadros no ‘Vídeo Show’ que podem se eternizar, tipo o ‘Falha Nossa’. Posso ver todo dia, toda hora. O que é bom vai ser sempre novo, é atemporal.




Sua participação no ‘Mais Você’ durante as férias da Ana Maria Braga foi muito marcante. Ali fico claro demais o quanto o público gosta de você. Você não acha?
Fiquei muito feliz. Energia mesmo. Eu sinto esse retorno. Pra mim, faz um bem danado. Alimento mesmo, encheu meu tanque de gasolina azul. Nem sei se existe gasolina azul (risos). Mas sinto esse retorno na rua, nas redes sociais e fico muito feliz. Eu gosto muito de gente, eu curto. Agora mesmo, subi a pé a ladeira da minha rua na Gávea, e falei com a mulher que vende incenso, o cara da padaria acabou de dizer que me adorou no ‘Vídeo Show’ e eu pergunto: “Gostou mesmo?”. Não é uma coisa que eu faça de estilo, gosto mesmo. Minha mãe sempre disse: “Cissa a vida é um toma lá dá cá”. Você vai trocando, é uma eterna troca. As pessoas me devolvem essa energia e eu acredito muito mesmo nessa coisa de energia. Tenho certeza que essa troca é necessária, quando você manda uma coisa boa, você também tem esse retorno.

A audiência no momento em que você e André Marques assumiram temporariamente o ‘Mais Você’ te surpreendeu?
Me surpreendeu, claro. Fiquei ‘feliz.com’. Não fico tecendo ideias, criando coisas. Fico feliz, entendeu? Aquele dia foi bom, ok, mas só por hoje mesmo. O ‘Vídeo Show’ foi bom, hoje foi bom, que bom. Quero fazer o meu melhor, que bom. O budismo ensina muito. Não sou budista, não, sou eclética, meu amor, eu sigo quase tudo. Mas diz muito isso: para viver o momento. Estou procurando na minha vida esse aprendizado. Me entregar completamente agora. O Marlon Brando disse que o personagem que ele mais gosta é o do momento, do agora. Nesse momento.

Mas é difícil, pessoas com uma trajetória tão longa como a sua… Às vezes rola um saudosismo de se lembrar do passado. Acho uma evolução pensar assim, não acha?
Acho total. A saudade está aí sempre. Tem saudades que te causam dor, tem saudades gostosas. Mas eu não quero viver aquela, não. Foi bom ali, doeu ali, que bom, mas não quero repetir aquilo. Posso aprimorar. Mas não ficar na saudade.

Tem um sonho na TV?
Queria ter um programa meu. Eu queria ter um espaço onde eu pudesse dizer e trocar, aprendendo com quem viesse. Queria muito falar de educação, gente que faz a diferença e que tem projetos geniais, que a gente não conhece porque a pessoa não é famosa. Tem pessoas jovens que estão fazendo mudança. Queria muito falar sobre a educação das pessoas, é importante que as coisas sejam faladas. Isso é um sonho.

A TV está tão moderna e está cada vez mais difícil um programa de uma pessoa só… 
Leo, até você está me ajudando com essa pergunta. Na realidade eu não sonho ter um programa meu só, pelo amor de Deus. Sonho fazer parte de um projeto legal. Você falou tudo!

Você tem mais prazer nesse contato direto apresentando, entrevistando do que atuando. Verdade ou mentira?
São coisas diferentes.Estou reensaiando minha peça ‘Doidas e Santas’, que estreio agora dia 21 em Campina Grande e faço uma temporada nacional, indo a Fortaleza, Porto Alegre, Pelotas e Novo Hamburgo. No segundo semestre, estou no Rio de novo com ela. Menino, eu cheguei em casa ontem (terça) realizada, exausta. Segunda turnê nacional. Só para finalizar, dá um prazer, uma felicidade estar com equipe, elenco e produção minha no palco. Estou em um momento muito pleno. Eu voltei para a TV como apresentadora e, concordo, acho que em novelas meus personagens não foram muito legais, não fiz personagens que me satisfizessem e acho que como apresentadora eu estou mais satisfeita. O teatro supre essa carência da atriz. Qualquer ator se alimenta mais no palco. Só posso agradecer, agradecer e agradecer.

Se for pensar em uma pessoa que melhorou esteticamente com o tempo esse alguém é você.
Obrigada, Leo! Olha lá, garoto, ai ai ai.

Você não acha isso? A gente fala isso: ‘Nossa! Como a Cissa está mais bonita’. O que normalmente é ao contrário. O tempo é cruel. 
Para as mulheres, principalmente. Os homens ficam charmosérrimos, grisalhos. Para o mulherio eu vou te contar, é um arraso. Acho que esse meu pacto com a alegria da vida ajuda, sabe? Acho que é por aí.

revista de celebridades

É só isso?
Eu malho! Falando sério! Semana passada eu não malhei. Não é obsessivo. É claro que vou ao dermatologista, claro que coloco um botox, mas pode ver que minha testa mexe, tudo mexe. Eu boto muito pouquinho, eu não sou uma vítima da estética. Sou filha de médico, desde pequena, na minha infância, em casa, penso na saúde.

Vejo você com uma autoconfiança imensa. Faz terapia?
Faço terapia há muitos anos, 20 e tantos anos! Já parei, voltei e agora estou com o mesmo terapeuta há dez anos. É que nem ginástica, é um trabalho de autoconhecimento e você está sempre evoluindo naquele trabalho. O ser humano é tão sagaz que é capaz de enganar a si mesmo. A gente mente pra nós mesmos sem saber. Se você não trabalhar isso, for a fundo e encarar seus buracos de mais medo, eu acho que você nunca vai se conhecer. Mas para isso preciso de uma ajuda profissional.

Os atores, como vivem outras vidas, talvez eles mintam para si mesmos com mais facilidade, não é? 
Com certeza. Você tem toda a razão. Eu procuro me lapidar, me tornar uma pessoa melhor.

Você está namorando?
Estou sem tempo pra isso.

Não é tempo, é prioridade, certo? 
Leo, é sim, é sim, ai ai ai.

Se você quisesse, tomasse como prioridade, teria um.
Mas agora, baby, minha prioridade é meu trabalho. Essas coisas do amor, aprendi, os melhores amores que me aconteceram, eles literalmente aconteceram. Eu já fiquei, sim, como ‘Diana a Caçadora’. Já saí em busca. Não quero mais. Não acredito nessa busca pelo grande amor.

Você prefere ser a caça?
Eu prefiro ser a caça, exatamente (gargalhadas). Estou aberta, mas você fica mais velho, fica mais seletivo. Tem coisas que não quer repetir. O tempo serve para isso, para aprender um pouquinho a selecionar, não repetir os mesmos erros, não cair na mesma cilada. A gente é humano e um bom beijo na boca é uma coisa muito boa.

Sente falta?
De quê? De namorar? Não. Acho que agora, na minha maturidade, queria um parceiro. Não quero casar de novo. Não penso em dividir o mesmo teto com ninguém, não. Quero ter o meu espaço. Agora, um parceiro de caminhada eu quero ter, sim. Quero uma pessoa que admire e que beije bem também.

Sobre a questão da Justiça em relação ao caso do seu filho: a sua percepção e a sua opinião sobre a Justiça mudou depois de tudo o que aconteceu?
Esse é um assunto muito delicado, que prefiro não tocar. Tudo já foi dito, redito, a sentença já foi feita, dada, eles saíram com direito de habeas corpus e não fiquei com nenhum tipo de revolta. É um direito de qualquer cidadão, e acredito que essa sentença vai se cumprir. Já foi muito falado, muito falado…


revista de celebridades

Gostaria que fizesse um balanço sobre o atual momento da sua vida.
Estou muito feliz, me sinto colhendo coisas que plantei lá atrás. Fico muito feliz, são frutos muito bonitos. Estou falando de carinho das pessoas, como você disse. Trabalhei 30 e poucos anos, comecei com 20 anos e esse retorno que percebo a cada trabalho e aparição minha, eu fico emocionada de falar (chora). É muito legal. Aconteceu no ‘Mais Você’, está acontecendo agora no ‘Vídeo Show’. Espero que aconteça na peça também.

Carisma não se compra em supermercado, né?
Isso. Só coloco no Instagram, no Facebook, a palavra gratidão. Fico até emocionada com isso, não consigo mais falar…
fonte: http://www.fofocadascelebridades.com.br   O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja sempre benvindo ao meu blog! Agradeço seu comentário.